Brasil investiga ameaças de morte para ativista Guarani

As autoridades brasileiras estão investigando ameaças de morte aos Guarani e antropólogo Tonico Benites ativistas.

Benites e sua família foram interrompidos por um homem armado com dois revólveres, em uma estrada perto da fronteira do Brasil com o Paraguai. O homem roubou dinheiro Benites, disse que ele estava criando “caos” na área e alertou que, se ele não parar, ele iria “perder tudo” e não viver.

Benites é estudar o conflito de terras entre fazendeiros e índios Guarani no Brasil, e ao lado de Guarani outro, ele está lutando para os índios “direito de viver em sua terra ancestral.

Benites disse Survival, ‘Eu pertenço ao território Guarani, onde nasci, onde cresci, onde eu morava e onde eu vou morrer … eu vou continuar lutando … Estou orgulhoso de pertencer ao povo Guarani, que lutam para garantir um futuro mais digno e justo para seus filhos ‘.

Grande parte do território do Guarani tem sido roubadas para dar lugar a fazendas e plantações de cana, e muitas comunidades estão agora a viver em reservas superlotadas ou em acampamentos de beira de estrada.

Indivíduos Guarani e comunidades que lutam para retornar à sua terra muitas vezes enfrentam ameaças e violência.

Benites disse que os Guarani estão “esperando ansiosamente para a ação adequada do governo sobre a demarcação de nossas terras ancestrais, e os crimes cometidos por fazendeiros contra os povos indígenas.

Fonte: Survival International

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s