Ypo’i – uma comunidade Guarani cercada e ameaçada por jagunços

Cansados de esperar informações sobre a localização do corpo de
Rolindo Vera e vendo os assassinos de Genivaldo circulando livremente
na região, a comunidade de Ypo’i decidiu, no dia 17 deste mês,
retornar a seu tekohá tradicional.  Dali foram violentamente expulsos
dia 31 de outubro de 2009, tendo sido várias pessoas feridas e os
professores Rolindo e Jenivaldo assassinados. A área fica no município
de Paranhos, no Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai.

Desde que retornou a sua terra tradicional, a comunidade foi cercada
por pistoleiros a mando de fazendeiros, e vive sob forte tensão e
ameaças. Sem poder se locomover e providenciar alimentos, estão
passando fome. Ontem conseguiram se comunicar e pedir socorro, pois as
200 pessoas que ali estão já estavam há dois dias sem comer.

Pedem ao governo brasileiro, e a seus amigos do mundo inteiro que se
lhes garanta a vida e o direito de viverem em paz em suas terras. Há
três dias entregaram pessoalmente ao presidente Lula, quando ele
esteve em , um documento em que explicavam por que tinham voltado à
sua terra para procurar o corpo de Rolindo e nela viver.

A Fundação Nacional do Índio (Funai), que já esteve no local, afirma
não ter mais condições de ali chegar e prestar socorro aos índios,
pois também se sentem ameaçados pelos pistoleiros. O Ministério
Público Federal (MPF) busca estabelecer um diálogo para que não
aconteça nova tragédia, porém não teve êxito até o momento. Só o apoio
e solidariedade nacional e internacional poderão garantir a vida e a
paz da comunidade.

fonte:  Egon Heck – Cimi Regional MS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s